CAPÍTULO 1

Da caracterização e da composição

Art. 1º. O Núcleo de Pesquisa (NPq) é o órgão responsável pela institucionalização da pesquisa nas Centro Universitário Padre Albino - UNIFIPA, atividade indissociável do ensino e da extensão na formação do estudante.

Parágrafo único. O NPq é constituído pelos coordenadores de pesquisa de cada curso, indicados pelos respectivos coordenadores de cursos, e presidido pelo coordenador do Núcleo de Pesquisa, indicado pelo Diretor da UNIFIPA, todos com mandato de dois anos, podendo ser reconduzidos.

 

Art. 2º. O NPq será conduzido através de projetos de pesquisa a serem elaborados e executados por docentes ou alunos sob orientação docente, nos termos do presente regulamento, dos atos complementares e dotações orçamentárias.

CAPÍTULO II

Dos objetivos

Art. 3º. O NPq tem por objetivos:

  1. Desenvolver o pensar científico através do interesse dos corpos docente e discente pela pesquisa científica;
  2. Gerar oportunidades para o aprofundamento conceitual e prático na metodologia científica através do exercício da pesquisa;

III.       Estimular o envolvimento do corpo docente nos projetos de pesquisa através de atividades de orientação e produção científica;

  1. Contribuir para a construção do pensamento crítico e do rigor científico entre os elementos da comunidade acadêmica do Centro Universitário Padre Albino - UNIFIPA;
  2. Ampliar a inserção da comunidade acadêmica da UNIFIPA em temáticas e questões problematizantes de relevância para a comunidade e a sociedade em geral, dando, assim, um caráter extensionista à pesquisa.

CAPÍTULO III

Das linhas de pesquisa

Art. 4º. As linhas de pesquisa desenvolvidas pelo NPq deverão pautar-se sobre temas relacionados às áreas específicas de cada curso, devendo apresentar relevância prática ou teórica para a construção do conhecimento.

Parágrafo único. As linhas de pesquisas serão definidas periodicamente e em conjunto pelo NPq, pelos coordenadores de pesquisa de cada curso e pelo corpo docente.

CAPÍTULO IV

Das condições de participação

Art. 5º. As condições de participação para inscrição de projetos de Pesquisa obedecerão aos seguintes requisitos:

  1. Do orientador:
  2. a)ser professor do Centro Universitário Padre Albino - UNIFIPA;
  3. b)possuir experiência na área de pesquisa;
  4. c)possuir a titulação adequada (no mínimo, deverá estar inscrito em programa de Pós-Graduação “stricto sensu” – mestrado).

II.Do aluno pesquisador:

  1. a) estar regularmente matriculado no curso de graduação na UNIFIPA;
  2. b) dedicar, pelo menos, 2 horas semanais às atividades de pesquisa.

III.   Do projeto:

  1. a) ser proposto por professor da Instituição, possibilitando a participação de membros do corpo docente ou discente;
  2. b) possuir mérito científico;
  3. c) ser cumulativamente de interesse da instituição, da comunidade local ou regional;

CAPÍTULO V

Das atribuições

Art. 6º. São atribuições do coordenador do NPq:

  1. encaminhar o cronograma geral do programa aos professores pesquisadores da UNIFIPA;
  2. receber os planos de orientação dos professores orientadores e acompanhar a avaliação geral do professor-pesquisador, através dos relatórios recebidos;

III.   realizar as reuniões estabelecidas no cronograma do NPq com os coordenadores de pesquisa da UNIFIPA.

 

Art. 7º.  São atribuições do professor-pesquisador:

  1. elaborar um plano de pesquisa e protocolizá-lo junto ao NPq de acordo com o cronograma anual proposto pelo núcleo gestor;
  2. desenvolver as atividades relacionadas ao projeto de pesquisa de acordo com o cronograma apresentado pelo professor pesquisador e aprovado pelo NPq.

III.   orientar os alunos selecionados (se houver), indicando as tarefas a serem realizadas e supervisionando sua execução;

  1. avaliar o desempenho de seus orientandos (se houver);
  2. apresentar relatórios anuais das atividades para o NPq;
  3. mencionar a condição de professor pesquisador ou orientador de Iniciação Científica da UNIFIPA em toda divulgação dos resultados da pesquisa.

 

Art. 8º.  São atribuições do aluno-pesquisador:

  1. cumprir a carga horária estabelecida, em horário fixado pelo professor orientador, não conflitante com suas obrigações discentes;
  2. desenvolver trabalho de iniciação à pesquisa científica e de aprofundamento do conhecimento;

III.   elaborar e apresentar, sob orientação do professor, trabalhos em eventos ou congressos;

  1. participar de cursos e eventos que sejam pertinentes à atividade de Iniciação Científica;
  2. desempenhar suas funções durante o ano letivo;
  3. guardar sigilo das informações relativas à pesquisa, durante seu desenvolvimento;

VII mencionar as condições de aluno-pesquisador da UNIFIPA em toda divulgação dos resultados de pesquisa.

CAPÍTULO VI

Dos Projetos de Pesquisa

Art. 9º. Os professores-pesquisadores pertencentes à UNIFIPA deverão cadastrar, no mínimo, um projeto de pesquisa junto à Coordenadoria de Pesquisa para o cumprimento das seguintes finalidades:

  1. a)manutenção de uma base de dados centralizada das iniciativas de pesquisa da UNIFIPA para fins de controle, divulgação e relatórios oficiais;
  2. b)solicitação de benefícios que envolvam seleção por mérito, como bolsas de iniciação científica e recursos financeiros.

Art. 10. O encaminhamento dos projetos será feito em fluxo contínuo, através de formulário próprio, disponibilizado pela Coordenadoria de Pesquisa.

Art. 11. O mérito técnico-científico dos projetos cadastrados será avaliado por consultores ad hoc antes de serem institucionalizados pela Coordenadoria de Pesquisa.

Parágrafo único. Projetos que já tenham sido aprovados por agências de fomento à pesquisa, comprovado pelo Termo de Outorga, terão seu mérito reconhecido sem necessidade de outra avaliação.

Art. 12. Projetos de pesquisa que envolverem seres vivos e meio ambiente deverão ser submetidos à apreciação dos Comitês de Ética em Pesquisa da UNIFIPA, conforme previsto no Regimento Interno do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) e Comitê de Ética no Uso de Animais (CEUA) da UNIFIPA.

Art. 13. Os projetos não deverão ser desenvolvidos por tempo menor que seis meses, e maior que 2 (dois) anos.

Art. 14. Este regulamento entra em vigor a partir desta data, com sua aprovação pela Congregação.

Catanduva, 22 de dezembro de 2008.

Dr. Nelson Jimenes

Diretor Geral

bcurso direito


R. do Seminário, 281 - São Francisco
Cep: 15806-310 - Catanduva / SP
(17) 3311-4800

CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ALBINO - UNIFIPA

Main Menu